Série Manejo Seguro: o correto manejo nutricional evita a competição por ração e proporciona melhorias nos índices de produção de suínos

Blog, Suínos

Liliana Borges e Melina Bonato, integrantes do departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da ICC Brazil, falam como a disponibilidade de ração nos comedouros reflete no desempenho dos suínos.

Assim como toda produção animal a suinocultura é influenciada por fatores relacionados ao manejo, como a alimentação, e que quando não realizados de forma adequada resultam em perdas em saúde, desempenho animal e qualidade do produto final.  O correto manejo nutricional, além de ser uma condição para o bem-estar animal, é um dos fatores de grande impacto no desempenho e alguns pontos relevantes podem influenciar, como a competição por ração.  As especialistas da ICC Brazil Dra. Melina Bonato, Gerente de P&D, e Dra. Liliana Borges, Analista de P&D, discorrem sobre alguns pontos a serem considerados para melhorar o consumo de ração pelos animais e evitar a competição entre eles. Acompanhe!

O suinocultor deve estar ciente das exigências nutricionais de cada fase de produção, fornecendo uma alimentação balanceada, com ingredientes de alta digestibilidade e também podendo lançar mão do uso de aditivos que possam potencializar os ganhos em produção. No entanto, o difícil acesso ou falta de espaço nos comedouros pode prejudicar o consumo de ração, gerando competição, estresse e desuniformidade na baia.

A creche é considerada a fase mais crítica da suinocultura devido a todas as mudanças que os leitões sofrem no desmame, como ambiente, separação da mãe, socialização com outras leitegadas e transição da dieta líquida para sólida. Desta forma, proporcionar um manejo nutricional adequado, evitando a competição por ração, minimizará os efeitos de estresse desta fase. Após o desmame, na primeira semana, o ideal é fornecer a mesma ração introduzida na fase de lactação para que os leitões tenham uma boa adaptação e esta transição seja minimizada. A lotação das baias interfere na disputa por alimento e a alta densidade também influencia nas interações sociais, que nesta fase em particular, é um fator estressante e influenciará o consumo. O ideal seria manter os leitões da mesma leitegada em um mesmo lote para minimizar o estresse da socialização, no entanto, na prática nem sempre é possível, desta forma é recomendável agrupar os leitões por idade e peso para reduzir a competição por ração e estresse. A lotação das baias deve ser em função do tipo de instalação, sendo recomendável de 3 leitões/m2 em baias suspensas e 2,5 leitões/m2 nas demais. A ração deve estar disponível e de fácil acesso a todos os leitões e o consumo de água deve ser estimulado, pois quanto maior a ingestão de água, maior será a de ração. Já na fase de terminação, a disputa por ração pode aumentar o risco de canibalismo em até 2,5 vezes. A competição por ração e consequente consumo insuficiente por alguns animais, gera deficiências nutricionais, estresse e brigas. Assim, é de grande importância que o suinocultor se atente ao comportamento dos animais que podem representar estresse, como inquietude ou irritabilidade.

Adotar medidas de disponibilidade correta de ração e condições ideais de manejo é imprescindível, para um melhor desempenho dos animais. Vale ressaltar que a suplementação com aditivos em fases de grandes desafios sanitários e estresse se torna importante para que os animais expressem seus potenciais em crescimento e produção.

Hilyses®: solução da ICC Brazil que potencializa os ganhos em produção de suínos em fases de estresse

Saiba como o produto da ICC Brazil ajuda a aumentar os ganhos da produção suína.

Hilyses® é uma das soluções da ICC Brazil para produtores que buscam melhorar a saúde dos suínos principalmente nos períodos de estresse, fases iniciais de crescimento e alta demanda, onde ocorre intensa multiplicação celular. Os resultados serão refletidos em maior ganho de peso, melhor conversão alimentar em leitões e benefícios reprodutivos em porcas gestantes e lactantes. Hilyses® é uma levedura hidrolisada oriunda do processamento da levedura (Saccharomyces cerevisiae), fonte de nucleotídeos e nucleosídeos livres. O produto final desta hidrólise é altamente digestível, contendo aminoácidos, peptídeos e polipeptídeos de cadeia curta e ácido glutâmico, além de possuir MOS, que é uma ferramenta efetiva na prevenção de diarreia causada pela contaminação de bactérias como Salmonella e E. coli. Hilyses® ainda possui altos níveis de β-glucanas, um imunomodulador que proporcionará uma resposta mais rápida e efetiva do sistema imune inato.

Conheça mais produtos da ICC Brazil que ajudam nos ganhos da produção de suínos. Acesse agora o portfólio completo aqui: www.iccbrazil.com/linha-produtos.

 

 

 

Compartilhe:

Publicado em 19 May de 2020