Micotoxinas uma ameaça permanente e invisível

Blog

As micotoxinas são metabólitos intermediários de algumas espécies de fungos que preocupam os governos de todo o mundo, devido à sua alta resistência e estabilidade, fazendo com que sua atividade tóxica persista por longos períodos nos ingredientes e alimentos. Sua composição possui estruturas complexas e variadas, de baixo peso molecular e que muitas vezes não são detectadas como antígenos pelo sistema imune do hospedeiro, conferindo uma grande ameaça à saúde e produção animal.

O atual cenário de mudanças climáticas exerce efeito substancial sobre proliferação de fungos e produção de micotoxinas. A produção de micotoxinas pelos fungos ocorre como consequência da interação entre umidade, temperatura, substrato, concentração de oxigênio e dióxido de carbono, presença de insetos e outros fungos.

Embora as micotoxinas presentes na matéria prima possam ter suas concentrações reduzidas durante os processos de produção dos alimentos para nutrição animal, como fermentação, peletização e extrusão, são compostos estáveis e qualquer falha relacionada às práticas de manufatura do produto desde a colheita à estocagem geralmente levam ao aumento de sua produção e concentração.

Bilhões de dólares são perdidos em todo o mundo por condenação de produtos vegetais, rações, danos às saúdes animal e humana. E essas consequências econômicas são expressivas e não abordam somente o valor agregado do produto, mas prejuízos relacionados à produção animal, pois a disseminação ocorre em toda a cadeia alimentar levando à contaminação dos produtos (carne, leite e ovos).

Considerando que a contaminação crônica por mais de um tipo de micotoxina é um cenário praticamente inevitável, a estratégia ideal é um controle sanitário e a aplicação de um programa adequado de adsorventes de amplo espectro, que atue sobre o sistema imunológico, recupere as funções hepáticas e que seja de baixa inclusão.

MegaFix® é quarta geração de adsorventes de micotoxinas desenvolvida pela ICC Brazil. Desenvolvido para ser utilizado em condições de desafios agudos causados por micotoxinas, em especial a zearalenona e o DON, o MegaFix® é formulado com probióticos capazes de produzir enzimas que desnaturam as micotoxinas. Em sua composição há aluminossilicatos quimicamente ativados, altíssima concentração de β-glucanas de alta resistência e alga micronizada. O efeito sinérgico destes componentes faz do MegaFix® a solução tecnológica e natural mais avançada no combate e gerenciamento das principais micotoxinas. MegaFix® é especialmente indicado para dietas de matrizes suínas e leitões.

Os 5 Princípios Ativos

Complexo de enzimas

O complexo degradante de micotoxinas é produzido por microrganismos em laboratório onde ocorre a multiplicação in vitro e em seguida os procedimentos para separação das enzimas e purificação. As enzimas possuem propriedades de desintoxicação natural e sua atividade máxima se dá entre pH 4,5 a 7. O complexo atua na “quebra” das moléculas de micotoxinas em compostos atóxicos e podem ser eliminados ou aproveitados pelo organismo em outros processos metabólicos. As enzimas que compõem o complexo são:

  • Epoxi Redutase – Ação frente à Tricotecenos, T2 e Vomitoxina;
  • Esterase – Ação frente à Zearalenona e Fuminisina;
  • Peptidase – Ação frente à Ocratoxina;

Nucleotídeos livres

O fígado é o órgão mais afetado pelas micotoxinas e, ao mesmo tempo, possui uma grande capacidade de regeneração. A suplementação de nucleotídeos livres via dieta é fundamental no suporte da recuperação do fígado doente. Os nucleotídeos livres e nucleosídeos aceleram a regeneração dos tecidos lesados do fígado, recuperando mais rapidamente suas funções.

β-glucanas purificadas

As β-glucanas interagem com micotoxinas polares, não polares através de forças intermoleculares, como pontes de hidrogênio e forças de Van der Waals.

Aluminossilicatos purificados

Possuem muitas partículas ativas por grama de produto e um poder efetivo de adsorção em baixas dosagens, oferecendo eficácia na adsorção de aflatoxinas. Os elétrons da estrutura interlaminar do aluminossilicato reagem com a estrutrura da micotoxina neutralizando-as. Estas ligações são fortes, resistindo as oscilações de pH no trato gastrintestinal.

Farinha de algas micronizada

Algas calcárias (Lithothamnium calcareum) são compostas basicamente de carbonato de cálcio de alta biodisponibilidade, onde o cálcio proveniente dessa fonte possui fácil absorção, sem apresentar antagonismo iônico. Não há restrição para nenhuma espécie animal. Suas propriedades incluem:

  • Grande área de superfície e capacidade de adsorção proporcionada pelas microporosidades;
  • Maior disponibilidade dos nutrientes que se encontram adsorvidos nas paredes celulares, facilitando sua assimilação pelos animais e melhorando a absorção do cálcio, o que pode acarretar melhor desempenho animal e minimizar os custos de produção.
  • A composição equilibrada de minerais fornece uma alta CTC (Capacidade de Troca Catiônica);
  • Estimulam as defesas Imunológicas e tem propriedades anti-inflamatórias;
  • Rico em antioxidantes naturais e minerais (+ de 50), com funções inorgânicas e orgânicas;
  • Fonte de moléculas bioativas, compostos terpênicos e polifenóilicos;
  • Fonte de CaCO3 que estabiliza a membrana celular, estimula a secreção de bicarbonato, aumentando o pH, favorecendo a regeneração da mucosa gástrica;

Como os princípios ativos do MegaFix® funcionam?

 

Vantagens e Benefícios do MegaFix®

  • Único produto no mercado que associa 5 princípios ativos que potencializam sua eficácia contra micotoxinas e auxilia na detoxicação e regeneração hepática;
  • Componentes com certificados de origem e pureza;
  • Complexo de enzimas que garante a degradação de diversas micotoxinas, transformando-a sem componentes atóxicos;

Benefícios do MegaFix®

  • Redução de morbidade e mortalidade;
  • Redução de problemas reprodutivos, hepáticos e outros causados pelas micotoxinas;
  • Redução de resíduos de micotoxinas nos produtos de origem animal;
  • E como consequência – melhora da imunidade e desempenho animal.
Compartilhe:

Publicado em 26 December de 2019