Peste Suína Africana (PSA) afeta mercado de exportação brasileiro de suínos

Blog, Suínos

Carne suína bateu recorde de exportação no país, em 2019. Um dos motivos é a PSA

 

Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), a exportação no Brasil bateu recorde, em 2019. Ao todo, foram embarcadas 750,3 mil toneladas ao longo do último ano. O saldo é 16,2% a mais do que o registrado em 2018, quando foram embarcadas 646 mil toneladas.

A Ásia, que foi fortemente afetada por focos da Peste Suína Africana (PSA), foi o grande impulso das exportações ao longo dos 12 meses. Apenas a China, maior consumidora de carne suína do mundo, importou 248,80 mil toneladas, volume 61% superior ao total de 2018. Outro país, o Vietnã, aumentou suas importações em 82,6%.

Dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) mostram que as exportações de carne bovina e suína devem subir 40% e 34%, respectivamente, comparando 2017 — ano em que a PSA ainda não tinha se alastrado — com 2019.

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) acredita que as chances da PSA entrar no Brasil são muito baixas. Entretanto, os suinocultores podem tomar medidas sanitárias que garantam um manejo e condições de vida seguras aos animais, começando pela nutrição.

A ICC Brazil, empresa pioneira na produção de soluções inovadoras para a nutrição animal à base de levedura, preza pela qualidade de vida dos animais e também da carne que será consumida. Ela possui uma gama de produtos que contribuem para o crescimento saudável, sendo uma alternativa aos promotores de crescimento, agindo de maneira mais natural e fortalecendo o sistema imunológico dos suínos.

Recentemente, a empresa firmou parceria com uma granja comercial de suínos, localizada no interior de São Paulo, em Leme. O principal objetivo é comprovar, na prática, a eficácia de produtos voltados para a nutrição animal.

“Isso fará com que a ICC Brazil avance ainda mais na pesquisa científica relacionada a seus produtos. Isso é muito importante, pois experimentos realizados em reais condições de campo trazem maior confiabilidade aos resultados”, afirma Ricardo Barbalho, gerente de vendas Nacional da ICC Brazil.

A granja possui cerca de 1.700 matrizes suínas e três instalações para a fase de creche: a primeira com 48 baias e as outras duas com 50 baias cada uma. Ela conta, ainda, com instalações de maternidade, para as fases de crescimento e terminação, fábrica de ração própria e silos para distribuição das rações nas instalações de creche. O sistema de alimentação automatizado instalado possibilita a condução de experimentos simultâneos e uso/avaliação de diferentes dietas. Essa é a terceira granja do Brasil a receber o sistema de alimentação automatizado.

 

Sobre a ICC Brazil

A ICC Brazil é uma empresa de soluções para saúde e nutrição animal. Reconhecida no Brasil e internacionalmente por ser inovadora, desenvolve produtos à base de levedura de cana-de-açúcar. Desde 1992, em parceria com Universidades e Centros de Pesquisa no Brasil e no exterior, mais de 200 estudos e pesquisas in vivo foram realizadas em diversas áreas de produção animal atestando a qualidade e a eficácia dos produtos. http://www.iccbrazil.com/.

Compartilhe:

Publicado em 28 January de 2020