Série Manejo Seguro: Biosseguridade aliada à nutrição na prevenção de doenças

Blog, Suínos

Liliana Borges e Melina Bonato, integrantes do departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da ICC Brazil, destacam a importância da biosseguridade na produção de suínos

Recentemente, a suinocultura sofreu um grande impacto na produção mundial devido ao vírus da Peste Suína Africana (PSA), que foi detectado em suínos de subsistência na China e na Romênia, e em javalis na Bélgica.  As consequências refletiram na cadeia de produção do mundo todo, e este tema foi abordado no blog (http://www.iccbrazil.com/peste-suina-africana-afeta-mercado-de-exportacao-brasileiro-de-suinos/).

O surto de PSA, assim como outras doenças recorrentes, reforça o conceito de segurança alimentar que se torna cada vez mais evidente no setor de produtos de alimentos de origem animal, principalmente àqueles relacionados as exportações. Assim sendo, a biosseguridade mostra-se absolutamente primordial e essencial nas produções intensivas. Alguns pontos sobre a biosseguridade na suinocultura são compartilhados pelas especialistas da ICC Brazil Dra. Melina Bonato, Gerente de P&D, e Dra. Liliana Borges, Analista de P&D.

A biosseguridade é um conjunto de procedimentos técnicos diários aplicados na granja, com o objetivo de prevenir, impedir ou reduzir a disseminação de doenças, controlando os desafios enfrentados na produção. Para isso, a entrada de animais, bem como a aquisição de insumos, deve seguir um planejamento que garante a menor veiculação de agentes causadores de doenças. O manejo de dejetos e resíduos de desinfecção também é um fator de grande relevância na produção de suínos, no qual deve seguir um planejamento de rotina de destino na propriedade. A instalação deve conter uma esterqueira e sumidouro para água com desinfetante, sendo que o destino final dos dejetos pode ser a compostagem ou biodigestor.

Com estes cuidados, é possível reduzir a pressão de contaminações na granja, bem como na área próxima à localização, prevenindo a disseminação de agentes patogênicos. O produtor otimizará a produção, visto que reduzirá o custo com medicamentos e garantirá a sanidade dos animais, proporcionando melhor desempenho e qualidade do produto final. O manejo correto de dejetos, além de colaborar com a redução da incidência de doenças, trará uma adequação e conservação ambiental, além de proporcionar um aumento da rentabilidade do produtor.

ICC Brazil: nutrição que colabora com a segurança alimentar na produção de suínos

O surto de PSA gerou um grande impacto na produção mundial de suínos. E embora o vírus não tenha contaminado o rebanho brasileiro, assim como havia sido previsto na Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o conceito de segurança alimentar no setor de produtos de alimentos de origem animal se torna cada vez mais evidente. Desta forma, medidas de um adequado manejo sanitário e nutrição de qualidade são fatores primordiais que contribuem diretamente para garantir a segurança alimentar.

A ICC Brazil, empresa pioneira em soluções inovadoras para a nutrição e saúde animal com produtos naturais à base de levedura, preza pela qualidade e eficiência de utilização de seus produtos pelos animais visando, além da segurança alimentar do produto final, uma melhora da saúde e do desempenho, sendo uma alternativa aos promotores de crescimento. Os produtos ICC Brazil agem diretamente no sistema imunológico inato, atuando como imunomoduladores que proporcionam uma resposta mais rápida e eficaz frente aos desafios, além de atuarem na aglutinação de agentes patogênicos.

Quer conhecer o portfólio completo de soluções da ICC Brazil que asseguram os resultados da produção suína? Acesse agora o site: www.iccbrazil.com/linha-produtos.

 

 

 

Compartilhe:

Publicado em 13 August de 2020