Suinocultura brasileira começa 2021 com altas expectativas para exportações à China

Blog, Suínos

Projeções positivas animam o segmento, que pode se beneficiar ainda mais com as soluções inovadoras da ICC Brazil.

 

A suinocultura, assim como muitos setores da cadeia de produção animal, viveu uma realidade atípica em 2020. Isso porque o segmento começou o ano anterior discutindo os impactos da PSA (Peste Suína Africana) no mercado de exportação de suínos. Entretanto, iniciou 2021 com altas expectativas, conforme as informações compartilhadas a seguir pela Dra. Melina Bonato, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e Dra. Liliana Borges, analista de P&D da ICC Brazil.

Não só a pandemia do novo coronavírus em 2020, como a alta do dólar e de outras moedas, atingiram diretamente as importações de insumos, como soja e milho. Isso influenciou os processos de produção, repassando e disparando a alta para o custo final do produto ao consumidor. “Em um panorama de comparação entre as produções de carne suína, de janeiro a novembro de 2019 e 2020, o aumento foi de aproximadamente +7,3% na produção, +33,5% em exportação, gerando um aumento na receita de +47,2%, próximo a US$2.079,0 milhões”, segundo dados da ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal) e SECEX (Secretaria de Comércio Exterior).

Mas, ainda enfrentando as adversidades, de acordo com projeções da ABPA, haverá um aumento na produção brasileira de carne suína impulsionada pela alta demanda estabelecida da China.

“De acordo com as perspectivas, o Brasil seguirá como terceiro maior produtor mundial e exportador de carne suína. A China, por sua vez, continuará liderando as importações mundiais ainda na tentativa de recuperação de sua produção nacional. Esta insuficiência da produção chinesa está associada principalmente à PSA – Peste Suína Africana, que fez com que sua produção interna despencasse, havendo notoriamente a necessidade de importação de proteína animal.”.

 

Potencialize os ganhos da suinocultura com a ICC Brazil

O Brasil segue suprindo este aumento da demanda da suinocultura, intensificando a produção. “Isso comprova a eficiência de fatores relacionados ao agronegócio e a biosseguridade dos produtos. Em meio às crises, os produtores devem identificar janelas de oportunidades e buscar alternativas que garantem qualidade com menor custo de produção para aumentar a rentabilidade no produto final”, ressaltam as especialistas.

“Uma vez que maior parte do custo de produção animal está concentrada na nutrição, temos que buscar alternativas para fugir desta dependência de fatores externos na tentativa de reduzir o repasse ao consumidor”, completam.

É importante considerar também que a instabilidade no dólar e alta da taxa de câmbio pode permanecer em 2021, influenciando diretamente a importação das principais matérias-primas para nutrição animal. “Logo, as alternativas se voltam para o que podemos controlar dentro da produção, visando à melhor relação de custo-benefício e valor do produto final”, explicam.

Isso porque, como já explicado pelas especialistas aqui no blog, na série “Manejo Seguro”, os resultados da suinocultura são influenciados por fatores relacionados ao manejo, o que inclui a alimentação. Desta forma, a ICC Brazil segue inovando em produtos e processos que possam agregar à cadeia de produção animal, entregando soluções à base de leveduras que estimulam o sistema imune dos animais, asseguram melhorias em saúde intestinal, e proporcionam uma melhor produtividade frente aos cenários positivos para 2021.

Uma solução de destaque alinhada à esta realidade, é o ImmunoWall® que se destaca dos demais produtos do mercado por ser composto por uma densa parede celular de Saccharomyces cerevisiae com altas concentrações de β-glucanas e MOS.

ImmunoWall® age diretamente sobre o sistema imune inato estimulando as células fagocíticas, prevenindo a colonização de bactérias patogênicas e realizando a adsorção de micotoxinas, o que resulta em um aditivo alimentar de alta eficiência e resultados comprovados. Sendo assim, pode ser usado sozinho ou em associação com outros aditivos, pois seu mecanismo de ação não interfere nos demais processos.

 

Para conhecer o portfólio completo que contribui com os resultados da produção suína brasileira, acesse: www.iccbrazil.com/linha-produtos.

Compartilhe:

Publicado em 11 January de 2021